terça-feira, 2 de junho de 2009

Barra pesada






Como tem ocorrido nos últimos meses, a minha primeira postagem do mês tem música. Hoje escolhi um clipe do Jamiroquai. A banda, liderada pelo Jay Kay, é um dos expoentes máximos do acid jazz da década passada. O clipe é da canção Seven Days in Sunny June. Há um trecho da letra que diz algo como "Então você jogou a bomba: 'eu conheço você há muito tempo para rolar alguma coisa entre nós'". Ele disse bomba? Uma explosão de água gelada na cara! Isso sim! E mais adiante, na letra: "Você nunca me deu tempo para te dizer 'eu te amo'." Taí. Caso se apaixone por uma amiga ou por um amigo, não demore a se declarar. Se bem que isso talvez não ajude. Mas é melhor que sofrer em silêncio.

Alimentar esse tipo de "amor platônico", um amor inatingível, já era! Alguém me disse que dependendo da situação é impossível e nem é "saudável" se abrir, se expor. Respondi que, sendo assim, o melhor seria sumir. Nem que fosse até tudo passar. Essa coisa de que esse sentimento de amor, que por si só já é suficiente, pra mim não existe. Não mais. Amar sem ser correspondido é uma barra pesada demais.

Bom, mudando de assunto, curta o clipe, a música é muito maneira. O destaque está na combinação violão e piano, que caiu muito bem. Música com cara de verão. Bem-vinda nesse tempo frio que está fazendo por aqui.

7 comentários:

Bela disse...

Amar sem ser correspondido é tipo uma história não publicada, um universo que só vc tem conhecimento daí não serve.
Abraços moço.

Tati disse...

Sou defensora da idéia de que amor incondicional não existe. Sempre damos amor porque queremos amor. Amar o vazio, o nada, sozinho, uma hora ou outra gera um vazio enorme. De tanto extrair sentimento sem receber nada em troca, uma hora o coração fica desertificado. Até os cachorros, fazem festa qdo chegamos em casa pq querem um afago nas orelhas.

Anônimo disse...

amar sem ser amado não tá com nada! qdo o outro não quer, temos mais q cair fora. é difícil, é sofrido, mas se a conquista não funcionou, se esgotou qualquer possibilidade, o melhor a fazer é lembrar q o mais importante somos nós mesmos e q outra oportunidade um dia aparece. beijinhos Samantha

Anônimo disse...

Oi, Márcio. tinha me esqucido de comentar sobre o clipe. adorei!! bem cara de verão mesmo! e sobre a música, bom, essa maravilha dispensa comentários! rs beijinhos Samantha

Luna disse...

Amar sem ser amado, é o eterno problema da solidäo, da tristeza que tantos compositores e poetas têm inspirado...
Porque será, que é mais fácil cantar tristezas que alegrias?
E fazer poesia e versos de desamores, antes que amores...?
Será que é mais fácil fazer chorar que rir?
uM BEIJINHO.

Ana Luisa disse...

Acho o Jamiroquai simplesmente demais!! Que prazer encontrar uma música dele aqui!
Olha, amar sem ser correspondido, amar em silêncio, sofrer em demasia por amor, tudo isso está por fora! Você tem toda razão. Não vale a pena, só deixa mágoas.
Ah, me admira a Samantha não ter percebido que você novamente começou o mês postado algo que faz referência ao nome do mês! rs Pelo menos ela não comentou. rs
Beijos

Marcello disse...

Ei! não passou batido pra mim não!! eu percebi q vc postou algo com Junho (June) kkkkk. meu amigo, q música legal! não lembro dela e gostei muito. me apaixonei, to ouvindo e ouvindo aqui direto! bem , qto ao sofrer por amor, to fora! claro q sofrer faz parte, mas não sem a outra pessoa saber, q isso! e como vc falou, se não tem jeito, cai fora, vai pra china, faz qq coisa! valeu, meu amigo, aquele abraço