sábado, 6 de junho de 2009

Borboletas





Minha mãe colecionava borboletas. Há oito dias ela morreu de câncer nos ossos. Não deixou nada, além de borboletas e pensei que triste é ir-se assim, deixando para trás lagartas com asas. Mas no dia em que morreu, chegaram as borboletas. Nunca tinha acontecido, mas nesse dia, a cidade ficou cheia de borboletas.

Às vezes, o que você é não se vê nas coisas que deixa. Às vezes, as coisas são ditas quando você já não fala. E outras vezes, chegam realmente voando entre o asfalto e as nuvens do céu.

Entre duas estações do metrô, de pé na calçada em uma terça-feira, às 17h30, eu entendi que há coisas assim. Coisas que você adivinha. Levantar a vista no momento de encontrar-se com outro olhar. Olhar para o telefone quando toca. Palavras que diz ao mesmo tempo que outra pessoa. Pressentimentos. Amigos que chegam justamente no momento que mais precisa.

Déjà vu. Amor verdadeiro. Justiça divina. Coincidências. Música. Sorriso. Perdão. Borboletas.


* * *

Extraído do filme mexicano Efeitos Secundários. Uma comédia romântica sem maiores pretensões, gostosa de assistir. O filme mostra o reencontro de amigos de escola, doze anos depois, quando já estão beirando os trinta anos. O longa mostra de maneira interessante o questionamento sobre as mudanças ocorridas na vida de cada personagem e como as lembranças podem suscitar vinganças, acidentes, frustrações amorosas e situações inusitadas. Recomendo.

Aproveita e curta o clipe bem legal que encontrei. A música faz parte da trilha sonora do filme. É só clicar e se deliciar com a música.

5 comentários:

.ana disse...

nossa, adorei. isso aqui diz muito pra mim:
"Às vezes, o que você é não se vê nas coisas que deixa. Às vezes, as coisas são ditas quando você já não fala. E outras vezes, chegam realmente voando entre o asfalto e as nuvens do céu."

agora fiquei curiosa de ver o filme...

:**

Luna disse...

Márcio, A palavra mais bonita prá mim do idioma portugués, e a minha preferida é esa. Borboleta...

Também gosto muitos das borboletas.
Säo as flores do mundo animal....

Tem uma vida muito curta mas muito maravilhosa, vivem entre flôres, nos dias suaves da primavera, nos campos perfumados, num céu azul...
Uma vida curta...mais maravillosa...
As veces calidade vale mais que cantidade.

Ana Luisa disse...

Que texto lindo!! Me identifiquei muito com ele! E pensar que estava mudando de canal outro dia e me deparei com esse filme (lembro do título), mas já tinha passado muito do início e decidi ver outra coisa. Pelo pouco que vi deu pra sentir o quanto é engraçado e ao mesmo tempo sensível em algumas questões. Vou ver a programação, espero que repita em breve. E essa música, meu querido? Que maravilha! E o clipe, me parece, tem a participação dos atores do filme ou são trechos capturados.
Valeu pela dica e pelo clipe. Beijos

Marcello disse...

Cara, acho q vou gostar desse filme. não só pelo texto, q é bem interessante, nem pela sua recomendação (sempre certeira e de bom gosto), mas é pra ver essa atriz do clipe!! q linda (ou só to empolgado com a o corpitcho dela?!?)!! kkkkkk tão linda qto essa música, sensacional! abração meu amigo

Anônimo disse...

não acredito q não tinha deixado comentário? acho q tava naqueles dias apressada e não voltei. moço, não paro de ouvir essa música, q maravilha! e o texto, então?! lindo, lindo, lindo!! tãoi lindo qto o seu gesto de compartilhar com a gente!! qro ver esse filmeeee! valeu muito muito muito! rs bjinhos Samantha