sábado, 28 de fevereiro de 2009

Devolve




Devolve toda a tranquilidade
Toda a felicidade
Que eu te dei e que perdi
Devolve todos os sonhos loucos
Que eu construí aos poucos
E te ofereci
Devolve, eu peço, por favor
Aquele imenso amor
Que nos teus braços esqueci
Devolve, que eu te devolvo ainda
Esta saudade infinda
Que eu tenho de ti


Mário Lago

10 comentários:

Alice disse...

Que lindooooooo !!!!!
Ai,saudades! Pra mim tem certos momentosem que a saudade é um sentimento gostoso, em outros,dói,dói,dói.
Profundo,instigante...
Beijos !!!

Keli Roberta disse...

Ei Marcinho, vou postar este poema no meu blog, rs
Lindoooooooo!
Obrigada pela companhia hj na festa da Rõ, amigo forever!
Grande beijo, Kelinha

angel disse...

Bom dia. Lindas poesias, ótimas resenhas de livros e tudo aí de presente, basta entrar. A porta estava aberta, entrei e adorei.
Conheci você antes de conhecer seu blog. Lí o que escreveu no blog da Luna e me identifiquei. Também gosto de promover encontros e descobrir coisas do passado. Adoro resgate de histórias que o tempo esqueceu.
Obrigada . conhecer você e seu blog fizeram meu domingo mais feliz.
E o interessante é que não moramos tão longe assim.
Abraço
Angel

angel disse...

Ah! Tenho um filho que mora em Campinas também. Coincidências...
Angel

Luna disse...

Näo peça que devolvam nada...
Melhor deixar de presente...
Os sonhos, as caricias, tudo o que foi dos dois, assim, alguma vez, cuando esteja magoada...lembre de quen tanto lhe deixou ... e que só ficou com a solidäo.

Um beijinho

maith disse...

Seu post me fez lembrar da antiga "Devolve" Quando eu era mocinha na pequena cidade onde morava a gente costumava oferecer musicas para os amigos e principalmente para os namorados, tocadas no alto falante da praça e quando a gente acabava o namoro, inevitavelmente lá vinha o "Devolve" isto há quase setenta anos. Que saudade!
Obrigada pela visita e comentario.
Apareça mais vezes. Eu tambem virei aqui sempte.
Boa noite!

Ana Luisa disse...

Estou sem palavras. E essa foto? Tanto pode ser um coração de presente, quanto a devolução dele! E em preto e branco. Adorei!!!

Anônimo disse...

antes de entrar aqui eu tava pensando se não teria uma poesia linda pra me animar e não é que dei sorte? linda linda linda! beijinhos samantha

Marcello disse...

Márcião! bacana! já me vi assim, pedindo a devolução...

Jacque disse...

Marcio...

O poema é mais um desabafo e lamúria do que um pedido. Simples...Singelo...Triste...
Corriqueiro e verdadeiro.
Quantas vezes nos pegamos tal qual o personagem do poema?
Bom fim de semana.
Beijão