sábado, 21 de fevereiro de 2009

Só na cervejinha



Acostumei navegar ou postar algo por aqui bebendo alguma coisa, assim como estou fazendo agora. Hoje não estou tomando vinho, como poderiam supor alguns que passam por aqui de vez em quando. Tem uma bela tulipa da Heineken na minha frente. Mas dentro dela o líquido é da Brahma. A garrafa que está dentro de um balde (de nenhuma marca) estava fechada com uma rolha - uma edição especial. Verão me lembra cerveja. Carnaval me lembra cerveja.

Ontem não via a hora de acabar o expediente e ir direto tomar umas! A noite estava muito propícia para beber e comer num lugar ao ar livre. Peguei a Pimmy e a Giulia e fomos direto ao Bar Stefanelli O Rei da Linguiça. Nem sei quantas garrafas de Skol tomamos (a Giulia não, claro, mas bem que ela brincou ao perguntar se tinha cerveja sem álcool!), só sei que saí de lá saciado e empapuçado. Tava bão demais!

Huuum... parece que hoje decidi fazer uma homenagem à cerveja. E olha que havia pensado em postar algo sobre o Oscar 2009 que vai rolar amanhã, sobre os filmes concorrentes que assisti e os que não assisti. E sobre o que o filme que assisti hoje com a Giulia. Gosto de ir ao cinema com a Giulia para ver os filmes que a idade dela permite (10 anos), isso nunca me incomodou, pelo contrário. Na verdade, até assistiria sozinho se não tivesse sua ótima companhia, pois gosto de filmes infantis, principalmente os de animação. No entanto, sempre que posso (e felizmente tenho conseguido!), evito os Xuxa's e Didi's da vida. Se a Giulia pudesse, teria levado ela pra ver outros que queria tanto ver e que estão concorrendo ao Oscar. Não apenas por curiosidade, mas por ter por quem torcer e ver se a premiação foi um pouco mais justa.

Hoje vimos Coraline e o Mundo Secreto. Gostamos muito. Ia comentar, mas não vai dar não, vai ficar para outro dia. Vou abrir outra garrafa da loira gelada e assistir Heroes.

Inté!

6 comentários:

Sérgio disse...

O que combina melhor com carnaval e mulher? Fala sério, essa taça me deu água na boca! Antes do almoço promete! rs Abraços

Anônimo disse...

mais uma covardia!! já não chega o ivan lins do outro dia??! rs q taça de cerva é essa meu querido??? vou correndo abrir uma latinha, tá loko!!! rs vc tbem é fã de heroes? ah eu devia adivinhar! q bom. beijinhos samantha

Ana Luisa disse...

Com esse calor, nada como uma cerveja muito gelada! rs Levei minha sobrinha para ver Coraline, é muito legal, recomendo para todo mundo. Beijos

Luna disse...

VOcês falando de cerveijinhas bem frias, e eu estou agora en Ithaca, no estado de New York a 19 graus abajo zero, com muita neve....

Beijos

Jacque disse...

Então...risos...
Não sei se você sabe mas quando os meus homens eram pequenos (epa..ainda são) não foram apresentados às rainhas dos baixinhos... dos dedinhos(?)...etc.
E também curtia leva-los ao cinema ou ver em casa mesmo as fitas infantis...
Ainda hoje fazemos isso e parece que as orientações de anos passados nos quesitos cultura e bom senso tem dado certo.

E quanto a cerveja é maldade... Às quatro e vinte e seis me deu vontade de abrir uma ou algumas e matar a sede e o calor desta madrugada.

Sei não!!!!!!

Naira Souto disse...

Não tenho essa paixão por cerveja assim, como os comentaristas e você. Uma vez em Santos, na praia, um sol forte e uma sede de arrasar olhando aquele montão de água pela frente deu vontade de beber a cerveja que todos ao redor tomavam com prazer sob a tenda grande do quiosque. Foi um impacto bom, foi gostoso mesmo! Na maior parte das vezes só sinto o gosto amargo. Também no Pinguim em Ribeirão tive o mesmo impacto: eu esperava o amargo e veio algo suave, gostoso.