quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Milagre







Acorda!
A vida pede tua presença.
Anda!
Vem viver agora.
Por que ficar parado assim,
Sem saber para onde ir?
Vem!
A vida mostra a direção.

Desviar-se da rota,
Pedras no caminho,
Parar para admirar a paisagem,
Ou até mesmo, cochilar durante o percurso.
Tudo é permitido.

Mas há um tempo.
A roda não pode parar.
Gira, gira e gira.

Vem!
Entra na roda outra vez.
A vida é um milagre
Lindo, mas efêmero.
Aproveita-o então.

Kátia Martins

7 comentários:

Ana Luisa disse...

Sempre saio e volto pra roda. Não dá pra ser diferente, acho que ninguém consegue. Mais uma poesia linda e deliciosa da Kátia Martins. Que bom! Beijos

Márcio Luiz Soares disse...

Eu também saio da roda, e volto, mas não com a mesma facilidade!! rs
Sim, Ana, ninguém consegue, sempre tem que sair e voltar. O ruim é quando não querem ou não conseguem voltar. Pior quando encontram algum deslumbramento...
Que bom ter a Kátia como colaboradora deste blog!

Luna disse...

A vida é um torrente de agua, que cuando vira na roda, produz mais luz, mais vida.
As agua paradas só produzem parásitos.
É necesário seguir o curso do rio da vida, sem parar, aproveitando as paisagens e passando por todas elas collendo algo, uma pá, uma flor, um perfume, um a lembrança...

Para que cada dia que vai pasando,seja mais rico que o anteior.

Un beijinho

Márcio Luiz Soares disse...

Maravilha de comentário!

Anônimo disse...

aqui é td de bom! beijinhos Samantha

Márcio Luiz Soares disse...

Eu sou suspeito pra concordar contigo, Samantha. rs Só me resta agradecer. rs
Beijo

Marcello disse...

pra mim vc não é suspeito, é "o culpado" kkkkkkk [parafraseando vc mesmo, posso??! kkk]. Marcião! to sumido daqui, mas vou tentar conciliar meu tempo pra poder curtir o q aparece por aqui. Manda os parabéns pra Kátia, gostei muito do poema. e dos comentarios tb, claro. rs abraços