quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Contextualize






Quando o primeiro elo da corrente é forjado, o primeiro discurso censurado, o primeiro pensamento proibido, a primeira liberdade negada, nos acorrenta a todos, irrevogavelmente. A primeira vez em que a liberdade de um é espezinhada, todos somos feridos.

* * *
Pense nisso.

Frase extraída da série Star Trek – A Nova Geração, episódio Inquisição (4ª temporada). Sim, eu sou um Trekker e com muito orgulho.

5 comentários:

Ana disse...

Nada como a liberdade de expressão, do pensamento e da ação. A liberdade interior é alcançada quando criamos uma ponte entre a percepção de nós mesmos e do mundo, convergindo com nossos ideais e a aceitação de nossos limites (seja pelas regras, pelas normas, ou das nossas próprias limitações). Quando tudo isso está unido, aí sim somos livres. A liberdade interior, talvez a verdadeira liberdade, somente é alcançada quando estas premissas estão unidas. E quanto ao que o texto frisa, concordo totalmente, se há uma limitação imposta ao ser humano de forma desrespeitosa, para quem tem consciência plena do valor da liberdade, sente-se ferido mutuamente. Parabéns pela divulgação do texto.
Beijos

MARU disse...

Ah!!!! querido amigo Márcio... Nos voltamos a encontrar, que bom... e muito obrigado por seguir meu novo blog.
A liberdade...
É umpresente que näo todos têm a sorte de encontrar e conhecer; além disso, os que têm a sorte de conhece-la e vivi-la, muitas vêces näo sabem valorá-la, cuida-la e inclusive lutar o¡por ela e para ela.
Muito obrigada por êsse pensamento. É bom näo esquece-lo-
Beijinhos querido amigo.

Vitor Samuel disse...

Quando se cala uma voz se fecha um mundo de possibilidades e igualdades.

Margô disse...

Vivemos em um mundo de individualidades onde "alguns" acham, que se calar ou deixar de agir diante de uma determinada situação vai afetar somente è ele, vemos nesta frase que não é bem assim pois todos nós sofremos.

Boa escolha. Pensando...

Beijo

Margô disse...

Gostaria de acrescentar que achei demais o comentário da Ana, que complementou seu texto com muita sabedoria, com certeza mais alimento para ajudar nessa reflexão.

Parabéns Márcio. Parabéns Ana!!

Bjus