quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O rádio





O rádio

Estação 1
Cheiro de café e da farda do colégio passada a ferro.
O locutor diz que a libriana amiga terá um ótimo dia.
Céu limpo, sol morno.
E o refrão:
Sociedade, Salvador, Bahia.

Estação 2
Reinaldo Fontes diz bom dia no rádio da cozinha.
Marinalva suspira com a voz grave de seu companheiro matinal.
O galã deve ser alto, bom partido e deve gostar de cinema.
Na próxima promoção “Almoce com o Reinaldo”,
Ela não poderá errar o nome da música.

Estação 3
E agora que a verdade entra em sua casa, amiga ouvinte,
Salve sua família, salve sua alma.
Deixe Deus operar em sua vida.
Pare de sofrer!!!!

Estação 4
No fogo, o arroz fumegante está quase pronto.
O rádio irrequieto não se decide,
Movido a dedos nervosos.
Ah aquela música que não vem...

Estação 5
A cortina branca é jogada para o alto.
A porta é empurrada pela brisa.
João Gilberto canta,
Sopradamente, dolentemente,
Sobre o silêncio dos móveis.

Estação 6
Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiziumzium
Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii


Paula Dórica

2 comentários:

Ana Luisa disse...

É, está difícil achar algo que realmente preste nas rádios ultimamente... Também faço minhas atividades ouvindo rádio, mas tem hora que dá raiva! rs

Kátia disse...

Ah! bateu uma saudade de repente!
Tempo bom aqule em que se ouvia boas músicas no rádio...