sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Círculo Vicioso


Estive a pensar sobre nós mulheres e constatei algo que acredito não ser novidade para os homens. Segundo eles, somos seres estranhos. E o pior é que realmente somos.

Sempre achei que eles eram os grandes culpados pela excessiva vaidade feminina. Engano! Sábado estive numa festa e foi lá que cheguei a essa conclusão, observando o comportamento de algumas de nós. Na verdade, comecei a fazê-lo há algum tempo, mas esse dia foi crucial para que minhas dúvidas se dissipassem.

Percebi que as mulheres não gastam horas do seu dia pensando no que vestir, em que acessório ou perfume usar simplesmente para agradar o marido ou namorado, ou quem sabe, chamar a atenção de alguém especial. Não, isso seria simples demais. Não é dessa forma que funciona a cabeça da maior parte das mulheres. Elas se "vestem para matar", não para atrair os olhares masculinos e sim para "matar" de inveja todas as outras. Isso mesmo. A festa não teria a menor graça se todas as "amigas" não se voltassem para olhar a entrada triunfal. Só isso faz valer a pena todo o tempo gasto diante do espelho e as intermináveis horas pensando no que usar. Como pode? Os homens são tão menos complicados. Eles simplesmente põem-se diante do armário, escolhem uma camisa adequada para a ocasião e pronto. Jamais pensariam em ser admirados pelos amigos só pelo que estão vestindo. Nunca gastariam horas do seu tempo imaginando a raiva que aquele "amigo" sentiria ao vê-lo tão elegante! Seria até engraçado ouvir um homem dizendo que arrasou na festa com sua linda camisa nova! Ou que todos os homens morreram de inveja da sua calça bem transada. Não, o que os faz vibrar de verdade é saber no dia seguinte que todos os outros teriam dado tudo só para ter aquela bela e invejada mulher ao seu lado.

Tão diferentes e tão iguais. Mulheres, homens, todos vivendo num grande círculo vicioso, na busca incessante por elogios e galanteios. Não podemos negar que isso tudo faz bem ao ego e também a alma, mas convenhamos que chegam a ser patéticas certas situações. Se essas pessoas dedicassem uma pequena parcela do seu tempo ao que realmente importa, sem dúvida seriam bem mais felizes e viveriam num mundo bem melhor.


Kátia Martins

4 comentários:

Marcello disse...

concordo, todo mundo só preocupado com a aprencia, em querer parecer q tem mais do q tem, ou querer ser o q não é, só pra fazer parte de um grupo da sociedade, ou não ficar pra tras em seu meio. e como tem homem preocupado com a aparencia!! por um lado é bom, importante q se cuide, mas não pode haver exageros, como plásticas desnecessárias, por exemplo. o importante é cuidar da saúde, sem ser narcisista. valeu.

Anônimo disse...

Verdade! é duro reconhecer, mas tbem sou dessas, mas to tentando me policiar, tentando não ser muito extravagante! rs quanto as outras ações, to dando os vários passos em várias coisas que relamente importam, além de ser mais solidária com o ser humano, mas poucos pensam assim... Samantha

Sérgio disse...

Concordo. e digo ainda mais: gente, chega de hipocrisia!! rs Abraços

Ana Luisa disse...

Eis mais uma autora que deve sempre aparecer por aqui! Como cronista é tão boa quanto poetisa! Muito bom! Tenho de admitir, também cometo esses pecados... rs Bjs