sábado, 16 de agosto de 2008

Madonna surpreendente




A cantora mais famosa e mais rica completou hoje cinquenta anos! Há dois ou três anos, ela estava mais uma vez no topo das paradas com o álbum Confessions on a Dance Floor e com um megashow considerado o melhor de todos os tempos do mundo da música: a turnê Confessions Tour (vale a pena adquirir o dvd - eu não me canso de assistir!) E lá está ela novamente, após o lançamento do seu 11º álbum, Hard Candy.

Não sei o que mais admiro nela, se é o fato de estar sempre me surpreendendo (só eu?!), se é sua capacidade de se reinventar, sua irreverência, sua personalidade forte, suas atitudes (ora questionáveis, ora exemplares), seu apetite pelo sucesso ou seu talento para sempre estar em evidência.

Acompanho sua carreira desde 1982 e a princípio julguei mal como seria sua carreira, achei que apenas iria, por um breve período, ditar moda e incitar a rebeldia. Relativamente, até que durou pouco mesmo, bem diferente do que se tornaria ao longo dos anos a rainha do pop, da dance music. Sempre gostei de ver que quanto mais ela se transformava numa celebridade a frente do seu tempo, mais gerava polêmica, com seu comportamento, com suas músicas, suas apresentações e seus clipes.

Ah! Os clipes! Nunca mais foram os mesmos depois dela (e do Michael Jackson, claro). Há muito tempo seus clipes se tornaram um diferencial representativo em sua carreira por serem envolventes, marcantes, alguns polêmicos e outros que apenas fazem o que os clipes de qualidade conseguem: alimentam os olhos.

Artista determinada, consciente de sua fama, e que sabe lidar com a mídia utilizando a mesma para se projetar, catapultou sua carreira com suas jogadas de marketing ao querer chocar para que todos sempre falassem dela, comprando seus álbuns e indo a seus shows. Ou seja, enriquecendo.

Ela merece esse sucesso todo e nós, fãs, merecemos ficar babando e reverenciando suas atitudes e balançando o esqueleto, seja numa balada, na sala de casa ou dentro do carro - como vou fazer logo mais com recente sucesso, Give it 2 Me.

Seria interessante escrever mais sobre tudo o que penso e sei sobre a Madonna, mas receio que poderia soar redundante além de se tornar perigosamente enfadonho.



Espero que ela continue firme no seu posto de rainha do pop por um bom tempo, nem que seja durante o mesmo tempo que durar o meu interesse ou o meu ávido desejo por tudo que é surpreendentemente Madonna.

video

5 comentários:

Marcello disse...

cara, q bacana esse clipe!! valeu!!madonna, sempre implacando uma música dançante, gostosa de ouvir e q pique essa mulher tem!!! concordo com vc, ela fez e continua fazendo a diferença no mundo artístico, no mundo das celebridades. qdo voltar pra campinas, vai demorar um pouco, vou te pedir o dvd da turnê emprestado! rs ou posta algum trecho por aqui, q acha? to parecendo vc, to clicando o clipe pra rolar pela enésima vez!! hehehehe abração, meu amigo.

Anônimo disse...

Ah, loucura!! essa mulher é demais, é única!! e que cinquentona!! quero ter a metade da energia dela com 50 anos!! se tiver, gatinhos, me aguardem!! hehehe Samantha

Sérgio disse...

Não sou fã desse tipo de música, mas admito que numa balada não tem como não "balançar o esqueleto". Parabéns pra ela, que continue animando seus fãs por muito, muito mais tempo, afinal, todos precisam de uma boa maneira de esquecer dos problemas.

Ana Luisa disse...

Eu não sabia disso! 50 anos! Bom, mas ela também pode, não é mesmo? Essa vitalidade dos artistas pop, dos rockeiros, de quem faz shows que exigem muito movimento, é impressionante, já parou pra pensar? E e verdade, ela está sempre implacando um hit de sucesso - melhor pra gente que gosta de dançar procurando esquecer um pouco da correria da vida... Bjs

Márcio Luiz Soares disse...

Oi, ana, sim já tinha percebido: que exemplo maior do que Mick Jagger? rs E tem muitos nessa lista, porém, menos do que deveria - tem tantos que sumiram...