sexta-feira, 20 de junho de 2008

Recomeço

Ai que saudades!
Da pureza de outrora
Da face rubra
Do tremor nas mãos
Do suor incontido.

Ai que delícia!
Amar
Sentir saudades
Sonhar com ele
Sofrer por ele
Escrever pra ele.

A vida passa
A paixão cessa
A indiferença se instala
E agora?
Agora?
Recomeçar
Simplesmente recomeçar.

Kátia Martins


5 comentários:

Márcio Luiz Soares disse...

Que bom que sempre podemos recomeçar, basta querer. Perdeu ou a chama apagou? Abra espaços para outras paixões, para outros amores - sempre há tempo para recomeçar, sempre devemos nos dar essa chance, não sermos indiferentes a nós mesmos. Valeu pela colaboração Kátia. Beijo.

prof.messias disse...

muito show!
simples,delicada,sutil,gostosa, enfim...simplesmente poesia show!
quero ver outras...mande sempre o link! bjaum pra ti!

Marcello disse...

bela poesia, com simplicidade atingiu o ponto certo.

Ana Luisa disse...

Já vi que não posso ficar muito tempo sem passar por aqui. Quanta coisa boa eu estava perdendo, Meu Deus!! rs Esta poesia é divina! Adorei!

Anônimo disse...

Muito bom !!!
Recomeçar é dificil mas,vale apena.
Obrigadinha por compartilhar coisas boas.
Abraços,
Mylla